Eduardo Cunha é preso em Brasília por decisão de Sérgio Moro

O deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi preso em Brasília nesta quarta-feira (19), por volta das 13h30, segundo divulgou a Globo News. A prisão foi decretada na terça-feira pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara da Justiça Federal no Paraná. Um dos motivos para prisão de Cunha, segundo a Polícia Federal, é que ele estaria destruindo provas em sua casa.

Brasil, Brasília, DF, 02/03/2015. O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)convoca reunião com a Mesa Diretora para rever a cota de passagens aéreas para cônjuges de parlamentares. "Reconheço que a repercussão foi muito negativa", afirmou o peemedebista. O benefício foi aprovado na reunião da Mesa Diretora no dia 25 de fevereiro. - Crédito:DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:180989
Crédito:DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Código imagem:180989

O peemedebista perdeu o mandato de deputado federal em setembro, após ser cassado pelo plenário da Câmara Federal.

Com a perda do mandato, ele deixou de ter foro privilegiado, que é o direito de ser processado e julgado no Supremo Tribunal Federal (STF) e o processo foi transferido para a 13ª Vara da Justiça Federal no Paraná.

Processo

No despacho em que recebeu a denúncia, Moro fez questão de lembrar que o MPF retirou a acusação de crime eleitoral contra Eduardo Cunha. O motivo, segundo o juiz, foi o fato de que a Justiça Federal não poderia julgar crimes eleitorais. Isso cabe apenas à Justiça Eleitoral.

Cláudia Cruz, mulher de Cunha, já responde por lavagem de dinheiro e evasão de divisas na Justiça Federal do Paraná. De acordo com as investigações, Cláudia Cruz foi favorecida, por meio de contas na Suíça, de parte de valores de propina de cerca de US$ 1,5 milhão recebida pelo marido.

(Em atualização)

ver mais notícias