Eduardo Braga quebra silêncio e em sua página no facebook, rebate críticas feitas por José Melo

 Meus irmãos amazonenses,

Vocês sabem que não costumo ficar falando sobre o governo do estado, ou sobre o senhor José Melo. Eu evito essa coisa menor da politicagem. Estou abrindo uma exceção, hoje, apenas para colocar algumas coisas que acho importantes.

Primeiro, quero dizer que o povo do Amazonas me deu uma grande lição na eleição de 2014. Às vezes, você, por ser muito direto, por defender com firmeza o que pensa e o que acredita, o outro pode enxergar uma coisa totalmente diferente. Pode achar que você está sendo arrogante. Porque o jeito que você fala é quase tão importante quanto o assunto que você está resolvendo.

Aprendi e agradeço ao povo do Amazonas. Portanto, não estou aqui para dar lição de moral nem para bater boca com ninguém.

Esta semana, o senhor José Melo foi à Assembleia Legislativa com muitos cabos eleitorais e, como é normal na política, também teve gente que foi ali, protestar contra o seu governo.

E o que fez senhor Melo? Me atacou e quis transformar o que deveria ser uma prestação de contas em disputa pessoal.

A eleição já terminou há mais de um ano. O senhor deveria ter aproveitado a oportunidade para mostrar o que fez. E não para um faz-de-conta, tentando esconder o que deixou de fazer.

O amazonense não quer saber o que o senhor pensa ou não pensa de mim. Nem o que eu penso do senhor. O que o povo quer saber é o que o senhor fez por ele. Quer saber o que foi feito na saúde, na segurança, na criação de empregos e quais os benefícios que o seu governo realizou.

Se o senhor não tem o que mostrar, não adianta tentar desviar a atenção, me agredindo. Isso não vai resolver os problemas da população.

O seu verdadeiro problema é que o estado está parado, a segurança cada vez pior, a saúde péssima. Não adianta nada colocar uma cortina de fumaça, como se o povo não estivesse vendo e, sobretudo, vivendo a dor do descaso de seu governo.

E não estou nem falando dos seus problemas na Justiça Eleitoral que, por cinco votos a um, decidiu em primeira instância que sua eleição foi uma fraude, com farta compra de votos e caixa dois.

Isso é crime eleitoral e eu confio na Justiça brasileira.

Nesta hora tão difícil do Amazonas, o senhor deveria é estar resolvendo os problemas e não, inventando uma falsa crise política para disfarçar sua incompetência e a falência do seu governo.

De minha parte, estarei aqui, lutando pela nossa gente e sempre fazendo o que estiver a meu alcance para fortalecer e melhorar o Amazonas.

Está na hora de trabalhar, senhor José Melo. Palanque só serve durante a eleição. Agora, é mostrar o que se fez. E, se não fez, é melhor pedir desculpas ao povo do que agredir e caluniar adversários.

É isso aí, pessoal.  É o que eu tinha a dizer. E tenham sempre certeza: o Amazonas pode contar comigo.

Eduardo Braga

ver mais notícias