Álvaro Campelo mostra que ações da Defesa do Consumidor atendem diretamente interesses de trabalhadores de Manaus

O vereador Álvaro Campelo (PP) foi à tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), durante o Grande Expediente, na manhã desta terça-feira (2), para falar sobre várias ações da Comissão de Defesa do Consumidor da Casa, da qual é presidente, em defesa dos trabalhadores manauaras, entre elas, a realização de audiência pública para tratar da manutenção do emprego dos funcionários da Eletrobras Amazonas Distribuidora, ameaçados de demissão ao final deste ano, se houver a privatização da empresa, como está previsto pelo Governo Federal.

Segundo denúncias do sindicato da categoria, são mais de 3 mil trabalhadores que estão com a demissão anunciada para dezembro, colocando em situação de desespero aproximadamente outras dez mil pessoas, seus familiares, que dependem destes trabalhadores para seu sustento.

Terminal Pesqueiro

Disse também o vereador Álvaro Campelo que a pauta que tratou da situação do Terminal Pesqueiro de Manaus, em reunião na última sexta-feira (28), foi uma ação de defesa do trabalhador do setor pesqueiro, que com seu esforço diário contribui decisivamente para o abastecimento, colocando alimento na mesa dos moradores da capital e do interior do Estado.

A situação daquele local será fiscalizada por vários parlamentares na madrugada desta quarta-feira (3), a convite do vereador Álvaro Campelo, para apurar graves denúncias de prática de ilícitos que estariam acontecendo no terminal, assim como apurar reclamações de que os efetivos beneficiários não estariam sendo atendidos devidamente quanto ao exercício de suas atividades, quando se trata da recepção e comercialização do pescado.

 A questão do Terminal Pesqueiro de Manaus deverá também ser assunto de reunião no próximo dia 18, entre a Prefeitura de Manaus, Governo do Estado e representantes da Superintendência de Pesca, sobre as condições e responsabilidade pelo funcionamento do local e medidas que poderão ser tomadas para fortalecimento da atividade real que se propôs executar naquela área.

Zona Franca

Álvaro Campelo afirmou, também, que uma Audiência Pública acontecerá no próximo dia 25, para tratar dos benefícios da Zona Franca de Manaus para a região metropolitana. “Também é uma pauta que trata essencialmente de empregos e atinge diretamente os trabalhadores assim como é de grande importância para o trabalhador manauara a Lei 2.216, sancionada em 11 de abril deste ano, proibindo estabelecimentos particulares de ensino de cobrar taxas relativas a diplomas, certificados, comprovantes e outros documentos”, defendeu.

“Nós temos milhares de jovens trabalhadores e estudantes que passaram a ser diretamente beneficiados por esta lei de nossa autoria, o que é mais uma demonstração de que estamos trabalhando por todos, indistintamente”, concluiu o parlamentar.

 

Texto: Assessoria do vereador Álvaro Campelo

Foto: Tiago Corrêa – Dircom/CMM

ver mais notícias