Trio morre e policial fica ferido após tiroteio em condomínio no Tarumã

Três homens, ainda não identificados pela polícia, morreram, na madrugada de hoje (4), após tiroteio com policiais do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera). Segundo o investigador Edilei Rodrigues, coordenador do Fera, o confronto ocorreu no condomínio Jardim Santorini, na Estrada no Turismo, bairro Tarumã, zona oeste. O investigador afirmou que a suspeita era de que o trio e outros dois homens, que conseguiram fugir, estavam no local para praticar algum crime. Na ação, um policial também ficou ferido.

Rodrigues explicou que, no último domingo (3), por volta das 22h, a equipe de segurança do condomínio entrou em contato com um policial civil, que mora no local, informando que um grupo havia entrado no condomínio. O policial solicitou apoio do Grupo Fera. Após as buscas, os policiais conseguiram localizar os suspeitos.

Armado, o grupo reagiu à abordagem policial. Segundo o investigador, um deles foi baleado e os outros integrantes do grupo conseguiram fugir entrando em uma mata. O homem baleado foi socorrido e conduzido ao Hospital e Pronto Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz, na zona Norte de Manaus.

A equipe retornou ao condomínio e, após novas buscas, outros dois infratores foram encontrados e, em novo tiroteio, foram baleados. Na ação, um dos policiais foi atingido pelos suspeitos. Todos os feridos foram levados ao Hospital e Pronto Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz. Na unidade, foi constatada a morte dos três suspeitos.

O policial que foi atingido por um disparo de arma de fogo, passa bem e já recebeu alta do hospital.

Conforme o coordenador do Fera, os procedimentos de homicídio por intervenção policial, estão sendo apurados pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). As armas dos policiais, que participaram da ação, assim como as armas encontradas com os infratores – um revólver, uma pistola e uma espingarda de fabricação caseira – foram apreendidas e levadas para o Instituto de Criminalística (IC) para serem periciadas.

Os corpos dos três homens foram removidos e levados ao Instituto Médico Legal (IML) onde até o fim da manhã ainda não foram identificados por familiares.

Marissa Santos,  que é responsável pela administração do condomínio, informou que estão buscando informações para verificar de que forma o grupo entrou no local.

Portal D24News

ver mais notícias