Socialite vai ver o sol nascer quadrado: Marcelaine é condenada

Marcelaine foi condenada a 7 anos e 9 meses em regime semi-aberto.

A socialite Marcelaine Santos Schumann, 36, foi apontada como mandante de um assassinato em Manaus: ela teria arquitetado a morte da “rival” em um triângulo amoroso, Denise Almeida da Silva, 34. As duas dividiam, segundo a polícia, o mesmo amante: o empresário Marco Souto. Os três eram casados, mas mantinham relacionamentos extraconjugais.

CONDENADA

A vítima, Denise Almeida, foi alvejada com dois tiros no dia 12 de novembro de 2014 dentro do carro dela, quando saía do estacionamento da academia Cheik Clube, no Centro de Manaus. Denise foi surpreendida por um homem que bateu no vidro do carro e efetuou três disparos. Denise foi hospitalizada e sobreviveu. Segundo a polícia, o objetivo era matar ou deixar a vítima aleijada.

Marcelaine foi denunciada pelo Ministério Público do Estado pelo crime de tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe, seguindo o inquérito produzido pela Polícia Civil do Amazonas. Ela poderá ficar presa durante 15 anos em regime fechado caso seja condenada a pena máxima, segundo o juiz Mauro Antony, responsável pelo caso, que corre em segredo na Justiça.

Marcelaine foi presa pela Polícia Federal no dia 5 de janeiro de 2015 dentro do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes ao chegar de uma viagem de Miami, nos EUA, onde estava desde dezembro de férias com o marido, o empresário Edmar Costa. Ela teve voz de prisão decretada dentro da aeronave. Ela foi levada pela Polícia Federal (PF) ao Centro de Detenção Provisória (CDP) Feminino, no KM 8 da rodovia BR-174.

Charles Mac Donald’s Castelo Branco(cúmplice) foi condenado a 8 anos e 2 meses e 5 dias; Rafael Leal dos Santos, o “Salsicha” (cúmplice) foi condenado 8 anos e 2 meses e 5 dias inicialmente em regime fechado; Karen Arevalo foi condenada a 6 anos e 5 meses e 18 dias de reclusão em regime semi-aberto.

ver mais notícias