Rebelião: Sete mentores do massacre na Compaj identificados

Os possíveis líderes da rebelião que culminou na chacina de 56 pesos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), neste domingo (1º) foram identificados. A força-tarefa da Polícia Civil que investiga o caso informou que sete mentores do massacre foram identificados, mas que ainda apura se há outros presos envolvidos na “estratégia”.

 

O delegado Ivo Martins, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), disse que cerca de 20 pessoas foram ouvidas, entre agentes carcerários e presos. Todos eles teriam indicado a liderança dos sete presos.

Martins também declarou ainda que as investigações dão conta de que a rebelião teria começado no horário de visitas, mas que “a dinâmica dos fatos” ainda precisa ser entendida. As investigações devem ser concluídas em 30 dias e são um trabalho conjunto de delegados de unidades especializadas e Distritos Integrados de Polícia (DIPs), sob coordenação dos delegados Ivo Martins (DEHS), Tarson Yuri (4ª Seccional Oeste ) e Rodrigo de Sá Barbosa (20º DIP).

Fonte Um Minuto 

ver mais notícias