Polícia prende líder de seita que praticava castração de jovens

 
Polícia Civil prendeu uma quadrilha liderada por Donato Brandão, acusado de cometer os crimes de estelionato, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O grupo tinha uma casa em Itaguaí, município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Nos anos 1990, Donato já havia sido preso por comandar, no Maranhão, a Seita Mundial. Na época, as investigações concluíram que a seita praticava a emasculação – ou seja, a castração – de jovens.

Após passar dez anos e quatro meses preso, Brandão saiu da cadeia em 2010, quando se mudou do Maranhão para o Rio de Janeiro.

No local, a polícia encontrou fotos e objetos que revelam indícios dos cultos praticados pelo líder da seita.

Segundo informações do G1, ao todo, 11 pessoas foram presas.

ver mais notícias