Polícia prende 'Cachorro Louco', um dos bandidos que mataram duas comerciantes durante assalto em Manaus

O roubo seguido de morte das comerciantes Josane Maria Almeida, 39, e Ana Paula da Silva Pereira, 38, na frente da casa onde elas moravam na Avenida Costa e Silva, no bairro do Crespo, Zona Sul de Manaus, foi completamente elucidado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Nesta segunda-feira, 13, no horário da manhã, o delegado titular Juan Valério convocou a imprensa e apresentou o assaltante Felipe Xavier Oliveira, 18, vulgo “Cachorro Louco”, que confessou participação no latrocínio, e muito embora tenha negado ter sido ele quem atirou nas mulheres, as câmeras de segurança e uma testemunha desmentem a versão do acusado.

O delegado titular também informou que o outro participante do latrocínio, identificado como Gilvan Lima Dias, 25, mais conhecido como “Maninho”, foi acusado por “Cachorro Louco” de ter disparado os tiros que mataram as comerciantes. Ele tem mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça e está sendo procurado pelas equipes da DEHS.

Josane e Ana Paula chegavam em casa quando foram assaltadas e mortas a tiros (Foto: Divulgação)

“Cachorro Louco” foi preso perto de sua casa, na Rua Ipiranga, bairro da Raiz, Zona Sul, e segundo esclareceu o delegado titular do 7º Distrito Integrado de Polícia (DIP), André Sena, na ocasião da abordagem policial o latrocida estava com várias porções de droga e por esse motivo, além do cumprimento do mandado de prisão por latrocínio, também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

Depois da entrevista coletiva, o delegado Juan Valério determinou o encaminhamento do criminoso, para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

“Nossos policiais estão nas ruas procurando o “Maninho”, que participou do latrocínio em que foram vítimas as duas comerciantes”, finalizou o titular da DEHS.

ver mais notícias