Mulheres são presas suspeitas de comandar esquema de tráfico de drogas no Tarumã

Manaus – As ex-presidiárias Rosiane Rego de Oliveira, 31, Leiliane Furtado, 26, e a dona de casa Adriane Nunes da Silva, 25, foram presas na tarde da última quinta-feira (9) na Rua 11, comunidade União da Vitória, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus, por envolvimento com o tráfico de drogas na capital.
De acordo com o delegado Rodrigo de Sá Barbosa, do 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Rosiane é envolvida com o tráfico de drogas há oito anos. Ela assumiu os negócios do marido, Diego Coelho da Encarnação, 30 depois que ele foi preso, em 2012, por tráfico de drogas.

Conforme Barbosa, o trio foi preso através de um mandando de busca e apreensão do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), investigação e também por conta de denúncias anônimas sobre o tráfico de drogas.
 “A Rosiane comandava o tráfico de drogas na área, a Leiliane era uma espécie de olheira e vendia drogas, enquanto a Adriane guardava os entorpecentes”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado Rodrigo Sá Barbosa, as mulheres foram presas com duas porções de cocaína em pedra e uma pedra grande de oxi, que tem alto poder de dependência para usuários de drogas.
Barbosa ressaltou que o filho, de 12 anos, de Rosiane confessou que a mãe vendia drogas na comunidade. À reportagem, as suspeitas não quiseram comentar sobre como funcionava o tráfico de drogas na localidade.
Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), consta que Rosiane já respondia por tráfico de drogas e em julho de 2016, tentou entrar com dinheiro e celular na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) para entregar o material para Diego Encarnação. Leiliane também responde um processo por tráfico de drogas.
O trio foi autuado por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Elas foram encaminhadas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), no quilômetro 8, da Rodovia BR-174.

 

ver mais notícias