Marido flagra mulher sendo abusada sexualmente por funcionários após o parto, em Manaus

Uma mulher, de nome não divulgado, teria sido abusada sexualmente por dois funcionários da Maternidade Moura Tapajós logo após dar à luz.

O marido conta que foi convidado pela equipe de médicos para assistir à cesária. Depois de feito o parto, todos saíram da sala exceto o marido, que permaneceu ao lado da esposa ainda sedada. Momentos depois, dois homens entraram na sala, conversando sobre assuntos aleatórios.

A dupla não percebeu a diferença da presença do marido e mudaram a conversa, falando coisas obscenas e questionando sobre quem iria tocar a mulher primeiro. Foi quando introduziram dedos na vagina da vítima e começaram a se masturbar.

Horrorizado com a situação, o marido perguntou o que eles estavam fazendo. Os homens saíram da sala e depois voltaram com o material para fazer a limpeza da mulher, que permanecia inconsciente.

O 8 Distrito Integrado de Polícia (DIP) registrou o caso e ele deverá ser investigado. Caso o crime seja comprovado, a dupla poderá ser condenada em até 15 anos de prisão por estupro, visto que a vítima estava inconsciente e não tinha condições de se defender.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgou uma nota que informa que os funcionários foram afastados de seus cargos e que a denúncia será apurada.

ver mais notícias