CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Polícia / Mandante de assassinato carregou até caixão da vítima e chorou no velório

Mandante de assassinato carregou até caixão da vítima e chorou no velório

Da redação | 08/05/2017 13:15

De acordo com a polícia, o motivo do homicídio seria uma dívida de R$ 10 mil 

A Polícia Civil apresentou na manhã desta segunda-feira (8) Claudimar de Lima Souza, de 41 anos, Cleberson Castro de Oliveira, 30, Maria Izabel Oliveira Ferro, 29, e um adolescente de 17 anos. O grupo é suspeito de armar o homicídio do comerciante Francisco Evanildo Lima, de 42 anos, conhecido como Nildo, que foi assassinado no dia 6 de abril, dentro da loja de materiais de construção que ele era proprietário, na esquina das ruas Vale do Sol e Ipanema, no bairro Lírio do Vale 1, Zona Oeste de Manaus.

De acordo com a polícia, Claudimar foi o mandante do crime e teria encomendado a morte do empresário por causa de uma dívida de R$ 10 mil. O suspeito contratou Maria Izabel, que combinou o assassinado com Cleberson e o adolescente.
O titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), delegado Adriano Félix, explicou que Claudimar entrou em contato com Maria Izabel e prometeu o valor de R$ 3 mil.

Toda a ação dos suspeitos foi gravada por câmeras de segurança de casas que ficam próximas à loja de material de construção e do circuito interno do estabelecimento.

“Cleberson e o adolescente chegaram em uma motocicleta e entraram na loja de materiais de construção. Dentro do estabelecimento o menor efetuou três disparos contra o empresário, que morreu no local”, contou Félix.

 

Segundo os familiares, Claudimar e Nildo eram amigos há mais de 10 anos e a vítima tinha uma relação de confiança com o suspeito.

“Ele chegava a pagar boletos bancários para o Nildo. Todos os dias ele estava na loja ajudando, participava de aniversários com a família, comia do mesmo prato e fez isso por pura ambição”, disse a comadre da vítima, Vanusa Nogueira, 57.

Muito comovidos, parentes, amigos e vizinhos da vítima estiveram na delegacia e acompanharam a apresentação dos suspeitos.

“Só agradecemos a ação rápida da polícia que conseguiu prender esses assassinos. Agora esperamos que a justiça seja feita e que todos eles fiquem presos por muito tempo”, disse o filho do empresário, Marcos Lima, 30.

Cleberson e Claudimar foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Maria Izabel foi leva para ao Centro de Detenção Provisória Feminino (DPPF). O trio foi indiciado por homicídio qualificado.

O adolescente foi conduzido à Delegacia Especializada em Atos Infracionais (Deaai), onde deve aguardar os procedimentos cabíveis.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA