A ‘Loira’ do tráfico é baleada no Zumbi e aceita Jesus antes de morrer

A auxiliar de serviço gerais Lenise Oliveira Rodrigues, conhecida como “Loira”, de 39 anos, foi assassinada com cinco tiros por volta das 23h desta quinta-feira (1), na rua Professor Péricles Moraes, antiga São Paulo, bairro Zumbi 2, na Zona Leste de Manaus.

De acordo com informações que familiares passaram para a polícia, a vítima era envolvida com o tráfico. Na rua onde aconteceu o crime, moradores contaram que a “Loira” vendia drogas na esquina onde foi assassinada.

“Ela costumava passar a madrugada na esquina. Antes de ser morta, passou um motoqueiro e disse para ela sair dali, porque não era mais para ninguém vender naquele local. Logo depois, passou um carro prata e chamaram por ela. Eles apontaram a arma e atiraram”, contou uma testemunha que preferiu não se identificar.

Ainda segundo a testemunha, “Loira” tentou correr, mas foi atingida nas costas, no braço, no ombro e na coxa esquerda.

“Mesmo baleada, ela chegou a conversar com um pastor e aceitou Jesus antes de morrer. Ela gritava e repetia ‘foi o Alex’, se referindo à pessoa que teria atirado nela”, contou a testemunha.

“Loira” foi socorrida pelos vizinhos e levada ao Hospital Pronto-socorro João Lucio, mas já chegou morta à unidade de saúde.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

ver mais notícias