Jovem é preso por esfaquear ex-marido da irmã após estupro: ‘Batia demais nela e estuprou’

Francisco Avelino, de 19 anos, se entregou à polícia nesta quarta-feira (22) após tentar matar o ex-cunhado com duas facadas no tórax em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre. Avelino confessou o crime e disse que esfaqueou a vítima porque ele batia demais na sua irmã, a dona de casa Maria Avelino, de 23 anos.

O homem, que não teve o nome divulgado, foi encaminhado para o Hospital do Juruá, recebeu alta nesta quinta-feira (23) e deve ser ouvido pela polícia.

Francisco diz que decidiu matar o ex-cunhado após ver que mais uma vez sua irmã havia sido agredida.

“Ele batia demais nela. Agredia ela há mais de dois meses e ninguém fazia nada. Ontem (quarta,22) ele bateu nela na rua e ela ficou desmaiada. Então, tive que punir por ela”, afirmou.

Maria Avelino confirma a versão do irmão e diz que já foi estuprada várias vezes pelo ex. “Eu saia de casa e ele me perseguia. Ontem [quarta,22] ele me seguiu e tentou voltar, mas disse que não e ele me bateu tanto que eu desmaiei. Ele já me agride há meses. Invade as casas onde eu estou, me estupra e me ameaça”, revela.

O delegado Alexnaldo Batista é o responsável pelo caso e disse que Avelino vai ser autuado em flagrante por tentativa de homicídio. “Infelizmente, mais uma tentativa de homicídio. Ele admitiu que foi ele mesmo e que foi para defender a irmã. É um caso de família, mas nos preocupa, porque ajuda a aumentar a violência na nossa cidade”, finaliza.

Mulher conta que era perseguida por ex e estuprada  (Foto: Anny Barbosa/G1)
Mulher conta que era perseguida por ex e estuprada (Foto: Anny Barbosa/G1)
ver mais notícias