Jovem é morto a tiros dentro de casa, em Manaus

O estoquista Gibson Moura Rodrigues, 23, foi assassinado nesse domingo (11), dentro de sua casa, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus. Os suspeitos do crime não foram identificados, até o momento.

Existem duas versões para os acontecimentos. A primeira são de testemunhas, para a Polícia Civil, que disseram que os autores do crime são três homens suspeitos de comandar o tráfico local. Os criminosos teriam invadido a residência do estoquista e apontaram a arma para ele. Gibson correu para dentro do banheiro, a fim de se proteger, pedindo que não o matassem. Os suspeitos deram ordens para que ele saísse. Assim que Gibson abriu a porta, os homens atiraram em seu braço direito. Em seguida, pediram para que ele se deitasse em sua cama, onde efetuaram a execução.

A outra versão é de que o rapaz chegou por volta das 22h, vindo da casa da namorada, no bairro Tancredo Neves. A vítima chegou a pedir a chave da mãe para que pudesse entrar em casa. Em seguida, preparou algo para comer e foi para o quarto. Neste momento, familiares ouviram disparos de tiros.

“Ouvimos três tiros e ele gemendo de dor. Eu acredito que ele esqueceu de trancar a porta e os suspeitos podem ter entrado atrás dele. Não vimos ninguém entrar ou sair de casa. Só depois que ficou silêncio, eu levantei a tábua do forro e olhei para dentro do quarto dele. Vi o meu filho sentado na cama, já morto”, disse o familiar, que não quis ser identificado.

Três disparos atingiram o jovem, sendo um na costela, um no braço direito e outro no peito.

Familiares informaram que receberam a notícia de que Gibson e o irmão haviam recebido ameaças de morte, mas não souberam informar o motivo ou quem seriam os mandantes do crime.

O corpo dele foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, Zona Leste de Manaus. O caso deve ser registrado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

ver mais notícias