Integrante do grupo Swing e Simpatia é morto com 9 tiros

Um integrante do grupo de pagode Swing e Simpatia foi morto a tiros, na noite desta sexta-feira, em Mesquita, na Baixada Fluminense. Mais conhecido como Gu, o surdista da banda, José Nicolau, de 44 anos, estava em seu bar, localizado na Rua Paulo, bairro Vila Emil, quando foi assassinado. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do grupo.

De acordo com informações de testemunhas, Gu estava em em frente a seu estabelecimento comercial, no momento em que foi surpreendido por um veículo que passou pelo local. Na ação, um ocupante do automóvel teria desembarcado e efetuado os disparos. O criminoso fugiu em seguida. O pagodeiro não resistiu aos ferimentos e morreu na entrada do bar.

Ainda segundo os relatos, o crime ocorreu por volta das 22h. Havia clientes no estabelecimento do artista. Durante a madrugada deste sábado, ainda havia vestígios do crime que ocorrera horas antes: rastros de sangue estavam espalhados pelo chão, na calçada, além de marcas nas paredes que seriam oriundas de disparos.

Após o crime, a Polícia Militar foi acionada para aquele trecho da Rua Paulo até a chegada da Polícia Civil. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Agentes da especializada realizaram a perícia no local. Após os trabalhos, o corpo de Gu foi removido e levado para o Instituto Médico Legal de Nova Iguaçu, também na Baixada Fluminense.

Rastro de sangue na porta de estabelecimento onde pagodeiro foi morto
Rastro de sangue na porta de estabelecimento onde pagodeiro foi morto Foto: Pedro Teixeira / Agência O Globo

Por meio de redes sociais, amigos e fãs do grupo lamentaram o episódio trágico: “Meus sinceros sentimentos à familia Swing e Simpatia e à família do Gu, um amigo querido que tive a honra de conhecer nessa vida”, dizia uma das mensagens. “Vai com Deus, meu amigo Gu. Swing e Simpatia. Luto.”, escreveu outro internauta. “Swing e Simpatia nunca mais será o mesmo. Que covardia, cara!”, postou ainda uma jovem.

Fonte jornal o Extra

 

ver mais notícias