‘A guerra do tráfico está nas mãos dos galerosos’, diz responsável por cinco assassinatos na zona sul

Manaus – “A guerra do tráfico está na mãos dos galerosos”, afirmou Roney Marinho Machado, 22, que é conhecido por ser o braço direito do traficante Mano Caio, um dos principais da zona sul da capital. Ele é apontado como responsável por cinco assassinatos, incluindo um triplo homicídio no mês de março, no bairro Morro da Liberdade. Outros quatro homens foram presos por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo e um adolescente de 17 anos foi apreendido. Segundo a DEHS, os presos são os responsáveis pelo tiroteio no bairro da Raiz, no domingo.

Além de Roney, Rafael Martins Acácio, 24, Francinildo Marques Maquiné, 25, Altevi Rodrigues Siqueira, 20, foram presos na operação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

As mortes em que Roney é acusado, segundo o delegado da DEHS, Juan Valério, fazem parte da guerra do tráfico na zona sul de Manaus.

Após a prisão de João Branco, Gelson Carnaúba e José Roberto, os três pilares do tráfico, a região do Educandos,  Morro da Liberdade, Igarapé do 40 e Raiz entraram em conflito pelo território, segundo o delegado. A guerra começou após a morte de um traficante conhecido como Queixão, no dia 19 de fevereiro.

Todos foram presos em uma residência, localizada nas proximidades do Igarapé do 40, bairro Raiz, zona sul. Durante abordagem policial no interior do imóvel, foi apreendido, aproximadamente, três quilos de entorpecentes e uma pistola 380, de uso restrito e numeração raspada.

As prisões ocorreram durante uma operação conjunta entre a Polícia Civil e Polícia Militar, ao longo do dia de ontem, em resposta às ações criminosas que vem ocorrendo nos bairros da zona sul, entre facções rivais, por domínio e área de tráfico.

Com informações do Portal D24   (Foto: Gisele Rodrigues)

ver mais notícias