Ex-presidiário pago para explodir casa de policial e diz que recebeu R$ 5 mil para fazer o serviço sujo

125894_697x437_crop_583c706d7d609O ex-presidiário Antônio Gleimison Montenegro Lima, 26, foi capturado pela Polícia Militar (PM), na madrugada desta segunda-feira (28), com um revólver de calibre 38 na cintura, na esquina da Avenida Tapajós, com a Rua Sete de Setembro, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. De acordo com o sargento da PM, Monteiro Filho, da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Antônio confessou, durante a prisão, que recebeu R$ 5 mil de uma facção criminosa para jogar três dinamites na casa do policial.

“Ele (Antônio) me chamou no canto e disse: ‘Só não joguei as dinamites na sua casa porque vi seus filhos brincando no quintal’. Tudo isso aconteceu porque fiz várias prisões de traficantes na zona leste da cidade nos últimos anos”, afirmou o sargento.

Ainda conforme Monteiro Filho, no dia 7 de abril deste ano,no loteamento João Paulo. “Por conta dessa apreensão de drogas e outras apreensões, a facção criminosa quer minha cabeça. Um dos líderes, conhecido como ‘Gordinho’, que teria dado dinheiro para o ex-presidiário”, disse o PM.

Em consulta ao site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Antônio responde a uma tentativa de homicídio, homicídio e furto.

Além da arma, a PM apreendeu com Antônio quatro munições e uma porção de cocaína.

Antônio foi levado para o 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Tancredo Neves, onde foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e posse de entorpecentes. O atentado contra o PM será investigado pelo 30º DIP.

Antônio foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8, da Rodovia BR-174.

ver mais notícias