Ex-presidiário é morto com tiros na cabeça no Tancredo Neves em Manaus

O ex-presidiário Jeferson Fonseca da Silva, de 33 anos, foi assassinado a tiros na Zona Leste de Manaus, na noite de terça-feira (14). O homem foi abordado por dois homens armados em via pública do Conjunto Nova Floresta, no bairro Tancredo Neves. A dupla que fugiu em uma motocicleta sem ser identificada.

O crime ocorreu por volta das 23h, na rua das Pérolas. Segundo relatos de testemunhas à Polícia Civil, o ex-presidiário estava em via pública na companhia de uma mulher quando foi abordado por dois em uma moto. O condutor vestia fardamento de mototaxista.

O passageiro da motocicleta teria sacado uma arma de fogo e atirado contra a vítima, que foi atingida por mais de quatro tiros na cabeça, costas e peito. A dupla fugiu logo em seguida sem ser identificada por testemunhas.

A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu a poucos metros da casa onde morava há duas semanas. O Instituto Médico-Legal (IML) constatou que a vítima teve sangramento cerebral e traumatismo crânio-encefálico causado pelo tiro.

O assassinato foi registrado no 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP). O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A motivação do crime e as identidades dos suspeitos ainda são desconhecidas para a Polícia Civil.

Segundo a polícia, o ex-presidiário cumpriu pena por homicídio e estava em liberdade há dois meses. A polícia investiga a possibilidade do assassinato ter sido motivado pela venda de drogas ou por vingança.

No local do crime vizinhos não quiseram falar sobre o assunto, por medo de represálias. O portal procurou familiares da vítima, mas nenhum parente foi encontrado na residência da família.

ver mais notícias