‘Eu me arrependo demais’, diz zelador que matou amigo com dez facadas

Manaus –  “Eu queria dizer que eu me arrependo demais”, disse o zelador João Guilherme da Silva, 52, preso pelo homicídio do auxiliar de cozinha Jackson Jorge da Silva, 52, na última quarta-feira (7). O zelador é suspeito de matar o amigo com cerca de dez facadas, no apartamento da vítima, localizado na Rua Padre Anchieta, no Dom Pedro. 

 

Para a polícia, João afirmou que não se lembra de ter matado o auxiliar de cozinha. Segundo ele, os dois estavam embriagados na hora do crime.

 

Segundo o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Juan Valério, o suspeito recebeu a voz de prisão na noite de ontem (8). Conforme Juan, embora o zelador tenha afirmado que não se lembrava de ter matado a facadas o auxiliar, João tentou encobrir o crime, criando uma história de que outra pessoa teria entrado no apartamento e assassinado Jackson.

 

Na ocasião, o autor do crime acionou a polícia e fingiu apenas ter encontrado o corpo, porém, durante as diligências, os investigadores concluíram, após análise das imagens das câmeras de segurança, que João Guilherme era responsável pela morte de Jackson. Em seguida, o zelador confessou o crime na delegacia.

Autuado por homicídio qualificado, João Guilherme seguirá para audiência de custódia, no Fórum Henoch Reis.

ver mais notícias