CM7

     
 
 
Manaus, 17 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Negócios / Dólar fecha no menor valor do ano, a R$ 3,889; Bolsa sobe

Dólar fecha no menor valor do ano, a R$ 3,889; Bolsa sobe

Da redação | 02/03/2016 18:00

RIO – As notícias de novas delações da operação Lava-Jato estão alimentando especulações do mercado financeiro de que apareçam outras denúncias que comprometam o governo e assim aumentem as chances de impeachment. O movimento ajuda a puxar a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e pressionou para baixo o dólar.

Após operar durante a manhã em território negativo, o Ibovespa, referência da Bolsa, sobe 1,28%, aos 44.686 pontos. Já o dólar fechou em queda de 1,34%, a R$ 3,889 para venda. É o menor valor de fechamento desde os R$ 3,874 de 29 de dezembro.

— O mercado está colocando o impeachment no preço do dólar. As delações estão se avolumando. Mais informações vão sair, podem sair mais dados do governo e aumentam as chances de impeachment — afirma o economista da Garde Asset Daniel Weeks.

Na avaliação de Raphael Figueiredo, da Clear Corretora, o clima político também ajuda a explicar a alta da Bolsa, ao lado de uma melhora no cenário externo:

— Os sinais de enfraquecimento do governo têm trazido força para a Bolsa. A especulação política está muito forte e o preço se move com uma possível ruptura.

Nesta quarta-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom), se reúne e decide sobre a taxa Selic. A maioria dos analistas espera que Copom mantenha a taxa básica de juros em 14,25% pela 5ª reunião seguida.

As ações da Petrobras, que passaram a manhã em queda, mudaram de direção. A Petrobras ON (ordinária, com direito a voto) ganhava 6,60%, a R$ 8,07. Já Petrobras PN (preferencial, sem direito a voto) sobe 5,46%, a R$ 5,61. A empresa informou que sua diretoria executiva aprovou negociações exclusivas com a Pampa Energia, por 30 dias, para a venda de sua participação na Petrobras Argentina.

Já a ação preferencial da Vale avançava quase 4%, a R$ 13,33. O preço do minério de ferro no mercado à vista da China fechou com alta de 2,4% nesta quarta-feira, na esteira da alta nos mercados futuros, que estão sustentados pela firmeza das cotações do aço em meio a expectativas de uma boa demanda sazonal.

A moeda americana fechou em queda de 1,54% na véspera, cotada a R$ 3,942 para venda — menor valor desde 10 de fevereiro. Com a valorização das commodities, a divisa americana caiu contra 20 de 24 moedas emergentes.

Nos Estados Unidos, os empregadores privados abriram 214 mil vagas de trabalho em fevereiro, acima das expectativas dos economistas, mostrou relatório da processadora de folhas de pagamento ADP nesta quarta-feira.

BOLSAS NA CHINA AVANÇAM

Nesta quarta-feira, as ações chinesas tiveram sua melhor sessão em quatro meses, saltando mais de 4% nesta quarta-feira, com os investidores atrás de ações imobiliárias e de matérias-primas, encorajados por sinais de recuperação do mercado imobiliário.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 4,12%, enquanto o de Xangai teve alta de 4,24%.

Os investidores ignoraram a notícia do corte da perspectiva da China de estável para negativa pela agência de rating Moody’s, enquanto o mercado espera por pistas da política econômica na reunião anual do Legislativo chinês que começa no dia 5.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA