Sequência de atentados deixam pelo menos 11 mortos em Bagdá

BAGDÁ — Pelo menos 11 pessoas morreram em três atentados que atingiram a capital iraquiana e os seus arredores nesta segunda-feira. Outras dezenas de pessoas ficaram feridas, segundo a polícia local. O ataque mais violento aconteceu em um mercado e resultou em sete mortes, disse uma autoridade em condição de anonimato.

Fontes médicas confirmaram o número de mortos e indicaram que pelo menos 20 pessoas ficaram feridas na explosão. No entanto, há também relatos de que mais de 20 pessoas teriam morrido nos ataques.

No bairro xiita de Cidade Sadr, duas pessoas morreram na explosão de uma moto-bomba. A área é alvo frequente de atentados reivindicados por extremistas sunitas que acusam os xiitas de heresia. Apenas na semana passada, três ataques deixaram quase 100 mortos na região.

Em Tarmiya, uma localidade da periferia norte da capital, a explosão de um carro-bomba em um bairro residencial fechado e reservado aos funcionários de um complexo industrial matou duas pessoas e deixou 10 feridos, segundo a polícia e o ministério do Interior.

Os atentados não foram reivindicados, mas o grupo Estado Islâmico (EI) já cometeu vários ataques similares na região.

Pressionado pelas ofensivas das tropas do governo, o Estado Islâmico (EI) reivindicou no domingo um atentado suicida contra uma cafeteria muito frequentada por jovens na cidade de Muqdadiya. Sete pessoas morreram na explosão.

ver mais notícias