Renuncia ministro do Interior de Bachelet

SANTIAGO – O ministro do Interior chileno, Jorge Burgos, apresentou sua renúncia nesta quarta-feira, num momento em que o governo de Michelle Bachelet enfrenta uma drástica queda na popularidade e intensos protestos estudantis. Burgos, que já havia liderado a pasta da Defesa, teria divergências com a presidente e outros membros do Gabinete.

A notícia — confirmada pelo partido Democracia Cristã, mas ainda não anunciada pelo governo — pegou o país de surpresa e mesmo colegas da legenda. Mas durante sua gestão, Burgos teve vários momentos tensos na relação com a Presidência, o que ficou claro com sua ausência na viagem de Bachelet à Região de La Araucanía, em dezembro passado.

Um ponto importante foi seu fracasso na tentativa de designar Enrique Rajevic como Controlador Geral da República — a rejeição foi atribuída à falta de capacidade de Burgos para chegar a um acordo com representantes da Nova Maioria. Havia ainda pontos de divergência em relação à reforma trabalhista e sobre uma agenda contra a violência.

— O ministro do Interior Jorge Burgos renunciou. A notícia nos toma de surpresa e lamentamos muitos — disse o deputado e vice-presidente da DC, Matías Walker.

ver mais notícias