Refém italiano escapa de restaurante em Daca; seis continuam reféns

DACA — Pelo menos sete italianos estavam entre os reféns, sendo que um deles conseguiu deixar Holey Artisan Bakery & Restaurant, na capital de Bangladesh. Um japonês e dois coreanos estariam entre as cerca de 20 pessoas mantidas no interior do estabelecimento, atacado nesta sexta-feira por um grupo armado.

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, deixou abruptamente uma cerimônia no Coliseu, em Roma, para acompanhar o caso, informou uma fonte do governo. No Twitter, o ministro do Exterior da Itália, Paolo Gentiloni, declarou que estava “nervoso pelos italianos envolvidos”.

De acordo com o jornal italiano “Corriere Della Sera”, o embaixador italiano em Daca, Mario Palma, informou que os reféns eram sete empresários, sendo que um deles conseguiu fugir do restaurante e teria avisado à polícia que outros seis permaneciam como reféns.

O jornal ainda menciona que o grupo preso no restaurante inclui um japonês e dois coreanos. Um oficial de serviço do Batalhão de Ação Rápida contou que um indiano também estaria entre os reféns.

A ação no setor diplomático da capital de Bangladesh, Daca, foi reivindicada pelo Estado Islâmico. Dois policiais morreram na operação e há relatos de pelo menos 40 pessoas feridas.

ver mais notícias