Políticos repercutem atentado em Istambul

RIO – O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que o ataque terrorista que deixou pelo menos 32 pessoas mortas em Istambul tem o objetivo de “atingir a Turquia usando o sangue de pessoas inocentes”. Erdogan foi um dos políticos que se manifestaram após o atentado terrorista, que teria sido praticado por um homem-bomba no aeroporto de Atatürk.

— Espero que o mundo demonstre uma posição decisiva contra os grupos terroristas — condenou o presidente turco.

A Casa Branca condenou o ataque em Istambul “nos termos mais fortes possíveis” e declarou o “firme apoio” dos Estados Unidos à Turquia.

Pelo Twitter, o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, declarou estar consternado com o ataque e disse que seus “pensamentos e preces estão com todas as vítimas”. O chanceler britânico Phillip Hammond também demonstrou solidariedade ao país e afirmou que os ingleses estão prontos para ajudar: “Chocado pelo ataque em Istambul. Pensamentos com os afetados. Estamos prontos para ajudar”, escreveu Hammond na rede social.

Também pela internet, o presidente espanhol, Mariano Rajoy, declarou “repulsa” ao atentado: “Minha repulsa e condenação ao terrível atentado no aeroporto de Istambul. A barbária não se empoderará enquanto estivermos unidos”.

Os candidatos à presidência dos EUA também usaram a rede de microblogs para condenar o ataque. O republicano Donald Trump foi criticado por alguns seguidores, no entanto, ao defender sua polêmica plataforma que prevê banir a imigração de muçulmanos para o país: “Outro ataque terrorista, dessa vez na Turquia. O mundo vai, em algum momento, perceber o que está acontecendo. Muito triste. Precisamos fazer tudo para manter este terrorismo horrível fora dos EUA”.

A democrata Hillary Clinton afirmou que “todos os americanos estão apoiando as pessoas da Turquia contra a campanha de ódio e violência” e que “o ataque de hoje em Istambul apenas fortalece a decisão de lutar contra o terrorismo e o jihadismo radical ao redor do mundo”.

ver mais notícias