Papa diz que 'Se aproxima uma guerra catastrófica que matará milhões de pessoas'

Uma tragédia sem precedentes está sendo anunciada. É exatamente nisso em que o Papa Francisco disse estar sendo levado a crer, em função das atitudes irracionais de líderes mundiais como Donald Trump, Kim Jong-un, entre outros. Na entrevista que concedeu no interior do avião que o trouxe de sua visita oficial ao Egito para Roma, o Papa falou aos jornalistas que os acontecimentos deste momento na Península Coreana criam um contexto explosivo, revelando o perigo concreto das “pessoas serem envolvidas em uma mortífera guerra nuclear, que aniquilará grande parte da humanidade”, reiterou o Sumo Pontífice da Igreja Católica e um dos principais líderes da cristandade atual.

Francisco disse ainda que está disposto a encontrar-se com o presidente norte-americano Donald Trump no mês de maio na Europa, mas até o momento a Casa Branca, em Washington, não fez nenhuma sinalização dando o aval para tal reunião, que pode mudar ou não os destinos da humanidade.

“Eu vou dizer o que eu sempre digo, para todos os líderes em vários lugares: temos de trabalhar para encontrar uma solução para nossos problemas através de canais diplomáticos”, frisou Francisco na entrevista aos jornalistas.

O Papa fez questão de dizer o que pensa sobre o fato dos testes de mísseis balísticos executados pela #Coreia do Norte, logo depois do aviso em tom de ameaça de Rex Tilerson, Chanceler dos EUA, que falou que se os norte-coreanos não suspendessem imediatamente os treinamentos bélicos, isso levaria todos eles a ter que enfrentar “resultados catastróficos”..

Na realidade o Papa Francisco confirmou que a situação atual é um pouco pior no que diz respeito ao escalonamento dos conflitos e diferenças de opiniões entre as nações, porque toda a situação “tornou-se muito quente..estamos falando do próprio futuro de sobrevivência da humanidade”.

Está mais do que claro para todos os especialistas, dirigentes governamentais e também a população civil comum, que uma grande guerra reúne totais condições de exterminar metade dos humanos que habitam a superfície do planeta, ou seja, uma hecatombe sem precedentes desde que o homem surgiu na Terra, ou como disse Francisco enfaticamente: “não acho que a humanidade será capaz de suportar tamanho desastre”.

Um exemplo claro de que os países estão longe de se entender é a fala do Chanceler de Israel, Avigdor Liberman, o qual disse que o presidente norte-coreano Kim Jong-un não passa de um “louco”.

Como resposta, a KCNA, agência de notícias estatal da Coreia do Norte, disse em tom enfurecido que a fala de Liberman demonstra que o Estado judeu opta por ações sujas e fraudulentas no cenário político internacional. Para isso basta se observar o comportamento de Israel no Oriente Médio, onde ocupou ilegalmente as terras dos povos árabe e palestino.

A Coréia do Norte terminou dizendo que “a posse de armas nucleares é um direito de autodefesa contra as provocações da América e quem ofende a dignidade do líder supremo será punido com um custo multiplicado por mil”. Donald Trump

Fonte http://br.blastingnews.com/mundo/2017/04/papa-diz-que-se-aproxima-uma-guerra-catastrofica-que-matara-milhoes-de-pessoas-001662321.html?sbdht=_pM1QUzk3wsepnneVEcFOKYAi79EaZbAiaJq_QCRNDMKmfh2Sujn7Og2_

ver mais notícias