Nova Zelândia rejeita troca de bandeira em votação nacional

WELLINGTON — Após 18 meses de um longo processo para a escolha da nova bandeira nacional, a Nova Zelândia votou pela manutenção da antiga estampa do símbolo do país. Segundo os resultados preliminares publicados nesta quinta-feira, 56,61% dos eleitores escolheram o “Não” — rejeitando a nova bandeira de cores azul e preta.

Uma vitória do “Não” seria considerada um revés para o primeiro-ministro John Key, que impulsionou a mudança para modernizar o símbolo nacional. O premier chamou a atual bandeira de uma relíquia colonial do império britânico.

“Reconheço que haverá quem se decepcione com o resultado, mas a maioria dos neozelandeses se pronunciou e temos que aceitar esta decisão”, afirmou o vice primeiro-ministro Bill English em comunicado.

Nos últimos meses, a escolha da estampa passou por um processo de sucessivas consultas populares. Desde que a eleição começou, mais de 10 mil sugestões foram enviadas ao governo do país.

Esta é a primeira vez que a escolha de uma nova bandeira passa por referendos na Nova Zelândia. No total, mais de 2,1 milhões de neozelandeses participaram da eleição.

Com a mesma bandeira há mais de cem anos, a Nova Zelândia já teve discussões para mudar o símbolo nacional com novas propostas de design, mas nunca haviam sido feitas considerações oficiais para a decisão.

ver mais notícias