Namorado ciumento mata herdeira milionária que bancava viagens dele pela Europa

Um namorado violento espancou sua namorada até a morte por ciúmes, e foi condenado a prisão perpétua. O cara ainda disse que não foi a intenção dele matá-la depois de quebrar a mandíbula e as costelas da moça

Infelizmente casos trágicos envolvendo relacionamentos abusivos acabam sendo notícias em diversos lugares. Muitas pessoas acabam vítimas de parceiros violentos que são capazes de tirar a vida de quem ama com requintes de crueldade, como o caso dessa chinesa que perdeu sua vida para seu namorado ciumento.

O Assassino tem apenas 23 anos e era chefe de cozinha na Inglaterra. Jordan Matthews estudava na mesma universidade que sua namorada, Xixi Bi, uma jovem chinesa de apenas 24 anos.

Quando Xixi conheceu seu namorado, Jordan estava sem emprego. Foi a garota que começou a bandar o rapaz, com caprichos que incluíam viagens, casa, comida, roupas e até um carro para seu namorado folgado. Mesmo bancando o rapaz, o jovem sempre demonstrou um comportamento violento.

Assim que começou a namorar Jordan, Xixi começou a emagrecer e ir mal na faculdade. A jovem morava há quase dez anos na Inglaterra e era herdeira de uma família tradicional na China. Xixi já era poliglota e teve sua vida interrompida por um assassino cruel que controla a menina.

Quando foi preso, Jordan acabou assumindo o consumo excessivo de entorpecentes, demonstrando paranóia ao falar coisas confusas. Ao mesmo tempo que ele dizia amar a mulher que acabou de matar, chegando inclusive a dizer que casaria com ela, Jordan batia muito em Xixi em suas crises de ciúmes.

 A desculpa utilizada pelo jovem para tentar explicar o assassinato brutal da chinesa é de que Xixi havia recebido uma mensagem no Tinder de outro homem, chamado Ben. Após a perícia verificar o telefone da garota, constatou que Xixi não havia o aplicativo instalado em seu aparelho. Foi nesse aplicativo que o casal se conheceu.

A família da jovem está desesperada na China e a Universidade de Cardiff onde os dois estudavam se pronunciou sobre o caso, demonstrando consternação com a dor da família. Infelizmente casos assim são mais comum que imaginamos, onde o parceiro não tem confiança na pessoa que ama e acaba cometendo algo que logo se arrependem depois, porém, tarde demais para recuperar uma vida.

ver mais notícias