Missionário mórmon escapa pela terceira vez de atentado terrorista

BRUXELAS – Um missionário mórmon conseguiu escapar de três grandes atentados que chamaram a atenção de todo o mundo: além de estar na Maratona de Boston, em 2013, e em Paris em 13 de novembro passado, Mason Wells, 19 anos, ficou ferido enquanto levava colegas ao aeroporto de Bruxelas no momento do atentado. Ele passa bem, segundo familiares.

Mason ficou ferido junto a dois colegas da Igreja de Jesus Cristo dos santos dos últimos dias em Zaventem.

“Ele tem queimaduras nas mãos e pernas, além de algumas no rosto”, disse ao jornal de Utah “Deseret News” um amigo da família Wells, Lloyd Coleman. “Um tornozelo foi severamente ferido, e está sob tratamento médico. A família ainda não sabe o quão grave é.”

Em 2013, durante a Maratona de Boston, Wells estava junto a sua mãe a uma quadra de distância da linha de chegada, quando os irmãos Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev explodiram bombas com pregos improvisadas em panelas de pressão, matando três pessoas e ferindo outras 264.

“É incrível. Qualquer um de nós estaria seriamente afetado, mas ele lidou tão bem. Transformou a situação em algo positivo”, disse ao “New York Daily News” o bispo Scott Bond.

A NBC e a ABC confirmaram com a família de Mason que ele também estava em Paris durante os ataques do Estado Islâmico em novembro — desta vez, por sorte, longe das áreas atacadas.

— Foi o terceiro ataque dele. Vivemos em um mundo perigoso, onde nem todo é gentil e amável — disse seu pai, Chad, à ABC.

ver mais notícias