Madri autoriza o dia sem biquíni nas piscinas públicas

MADRI — As piscinas públicas da capital espanhola terão este verão (no hemisfério norte) o Dia sem Roupa de Banho ou o Dia da Roupa de Banho Opcional, informa o jornal “El País”. A diretora-geral de Esportes, Verónica Rodríguez, enviou nesta terça-feira um e-mail aos 21 distritos de Madri autorizando que as piscinas municipais, se julgarem oportuno, adotem a medida.

A decisão atende a um pedido da Associação para o Desenvolvimento do Naturismo, ADN. E embora não seja a primeira vez que aconteça no país, não foi realizada no ano passado.

Esperanza Aguirre, porta-voz do Partido Popular no Conselho Municipal, criticou a ideia. Perguntando se haveria um “Dia sem Véu para as muçulmanas”, afirmou que o Agora Madri governa por slogans:

— É mais um disparate ao qual nos temos acostumado!

“O Dia sem Roupa de Banho” é uma invenção espanhola, comemorada no terceiro domingo de julho, explica Ismael Rodrigo, diretor-geral da ADN. Em Madri, só foi celebrado uma vez, em 2010, e somente em uma piscina.

— Estamos conversando com a piscina de Peñuelas, em Arganzuela, para celebrar a data este ano. Decidimos postergá-la para o dia 24 — contou Rodrigo a “El País”. — Pretendemos educar, transmitir nossos valores, inclusive cristãos. O corpo não tem nada de criminoso, e a melhor forma que encontramos de transmitir é esta, tentar não utilizar roupa quando ela não é necessária.

ver mais notícias