Justiça proíbe prédio de alugar apartamentos a turistas em Nova York

NOVA YORK — Um tribunal proibiu um prédio residencial do Upper West Side de continuar alugando quartos para turistas em Nova York. A medida judicial veio depois que cinco inquilinos reclamaram que os visitantes causavam incômodos na vizinhança. O argumento dos moradores é que o edifício se tornou, praticamente, um grande hotel comercial cheio de problemas.

Os vizinhos foram à Justiça para se queixar dos donos do prédio porque, com os turistas no prédio, a espera para o elevador chega a 15 minutos. O prédio tem dois elevadores, mas apenas um deles transporta os moradores, e o outro é destinado ao transporte de cargas e de toalhas.

Além disso, eles reclamaram do barulho em todas as horas do dia e do lixo deixado pelos visitantes — que abre o caminho a ratos, baratas e odores desagradáveis. Atualmente, apenas 54 dos 173 apartamentos do edifício são ocupados por moradores fixos.

Os queixantes levaram fotografias dos corredores amontoados de carrinhos e sacos de lixo. Outras imagens mostraram o vazamento no banheiro de um residente, que fez o teto cair sobre uma banheira.

Em março, os donos do prédio já sido avisados pelas autoridades que a lei não permitia que eles alugassem os apartamentos para turistas. Mas eles continuaram com a atividade mesmo após receberem uma multa de US$ 65 mil em maio — o que levou os moradores a entrarem com a ação judicial.

ver mais notícias