Jovem é condenado a 25 anos de prisão por matar colega de turma

MILFORD, Estados Unidos — Um adolescente americano foi condenado a 25 anos de prisão por ter assassinado a facadas sua colega de classe, Maren Sanchez, em um baile de formatura de 2014. A vítima tinha 16 anos e tinha recusado o convite de Cristopher Plaskon para lhe acompanhar na festa escolar. Parentes e amigos de Maren acreditam que este tenha sido o motivo para o ato de violência contra a adolescente em Connecticut.

Hoje aos 19 anos, Plaskon preferiu não se declarar no tribunal. Ele poderá obter liberdade condicional daqui a 13 anos, quando tiver completado 60% da sentença, porque era menor de idade na época do crime.

— Ela era minha parceira no crime, minha melhor amiga, minha grande alegria — disse Donna Sanchez, mãe da vítima, à imprensa local.

Antes de a sentença ser proferida, o advogado do jovem se desculparam à família de Maren em nome de Plaskon e de sua família. A defesa afirma que ele apresenta sinais de psicose.

Os pais da vítima já deram entrada em um processo judicial contra a escola sob acusações de negligência. Maren teria já alertado a um orientador da instituição que Plaskon enfrentava problemas e poderia machucar outras pessoas.

ver mais notícias