Irmãos morrem em Gaza após ataque aéreo de Israel contra Hamas

GAZA — Um menino palestino e sua irmã foram mortos em Gaza, controlada pelo Hamas, neste sábado, ao serem atingidos por fragmentos de um míssil disparado por uma aeronave israelense, disseram autoridades médicas.

O incidente aconteceu horas após militantes terem lançado foguetes contra Israel.

Um comunicado militar israelense disse que a aeronave tinha como alvo quatro campos de treinamento de militantes pertencentes ao Hamas, após quatro foguetes terem caído em áreas abertas no sul de Israel na sexta-feira à noite. Não foram registradas mortes por conta dos disparos do grupo militante.

Moradores de Beit Lahiya, no norte da Faixa de Gaza, disseram que Yassin Abu Khoussa, de 10 anos, morreu após estilhaços da explosão terem atingido sua casa, situada próxima de um campo de treinamento militante.

Sua irmã Israa, de seis anos, ficou seriamente ferida no momento da explosão, e morreu mais tarde no hospital, disse o porta-voz do ministério da Saúde de Gaza, Ashraf Al-Qidra.

As mortes dos ataques aéreos em Gaza foram as primeiras desde outubro do ano passado. O Exército de Israel disse que, desde o começo do ano, e incluindo o episódio de sexta-feira, sete foguetes foram disparados da Faixa de Gaza para Israel.

O porta-voz militar israelense, tenente-coronel Peter Lerner, disse que o ataque de foguetes foi um esforço de militantes para “ameaçar a segurança do povo do sul de Israel. Os militares continuarão a agir para proteger contra aqueles que ameaçam vidas inocentes e a soberania de Israel”.

Disparos de foguete vindos de Gaza caíram significativamente desde 2014, quando militantes dispararam milhares de projéteis e salvas de morteiros para dentro de Israel. Ataques israelenses mataram mais de 2.100 palestinos, a maioria civis, ao passo que combatentes palestinos mataram seis civis israelenses e 67 soldados.

ver mais notícias