Filho de ex-presidente de Honduras confessa tráfico de drogas nos EUA

NOVA YORK —O filho do ex-presidente de Honduras Porfirio “Pepe” Lobo confessou nesta segunda-feira o crime de tráfico de drogas nos Estados Unidos. Fabio Porfirio Lobo assumiu que cuidava dos trâmites para importação e distribuição de cocaína no país. A sua pena poderá variar entre 10 anos no cárcere ou a prisão perpétua, segundo um tribunal federal em Nova York.

A Procuradoria acusa Lobo de associação criminosa para levar mais de cinco quilogramas de cocaína aos Estados Unidos entre 2009 e 2014 — ou seja, incluindo enquanto seu pai ocupava a presidência hondurenha. A sentença deverá ser proferida no próximo dia 15 de setembro.

O advogado de Lobo, Manuel Retureta, disse à imprensa que seu cliente cometeu um erro. A sua declaração de culpa não é resultado de um acordo com o governo americano, segundo ele.

— Ele está aceitando a responsabilidade pelo que fez — afirmou Retureta.

No ano passado, Lobo foi detido no Haiti e, em seguida, extraditado a Nova York.

ver mais notícias