FBI não encontra motivos para processar Hillary por e-mails

WASHINGTON — O FBI (a polícia federal americana) afirmou nesta terça-feira que não vai recomendar que Hillary Clinton seja processada por usar e-mail pessoal quando era secretária de Estado. No entanto, o diretor James Comey afirmou que a atual candidata democrata à Presidência e seu staff foram extremamente descuidados.

Dos 30 mil e-mails analisados, 110 tinham informações confidenciais.

ver mais notícias