Evo Morales reconhece derrota: ‘Perdemos a batalha, mas não a guerra’

LA PAZ — O presidente boliviano, Evo Morales reconheceu nesta quarta-feira sua derrota no referendo de domingo, que poderia dar a ele a chance de uma nova reeleição e se manter no poder até 2025. Segundo a contagem oficial do Organismo Eleitoral Plurinacional (OEP) boliviano, após a apuração de 99,72% dos votos, o “não” a reformas na Constituição venceu com 51,30%, contra 48,70% para o “sim”.

— Perdemos uma batalha democrática, mas não a guerra. Não estamos derrotados e a luta permanece com mais força — afirmou Morales em uma entrevista coletiva no Palácio Quemado em La Paz. — Respeitamos os resultados, faz parte da democracia.

ver mais notícias