Estado Islâmico reivindica massacre em boate de Orlando

Cairo — A agência de notícias Amaq do Estado Islâmico disse neste domingo que o grupo militante islâmico foi responsável pelo tiroteio que matou ao menos 50 pessoas em um massacre em uma boate gay em Orlando, na Flórida.

“O ataque armado contra uma boate gay na cidade de Orlando no Estado norte-americano da Flórida que deixou mais de 100 pessoas mortas ou feridas foi realizado por um combatente do Estado Islâmico”, disse a Amaq.

Agência Globo

ver mais notícias