CM7

     
 
 
Manaus, 17 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Mundo / Em apenas três meses, mais de cem saques na Venezuela

Em apenas três meses, mais de cem saques na Venezuela

Da redação | 12/05/2016 05:20

 

CARACAS – Após a espera, em vão, pela venda de produtos subsidiados, uma multidão enfurecida saqueou ontem três armazéns na cidade de Maracay, a 100 km de Caracas. Em tempos de escassez de mercadorias, sobretudo gêneros alimentícios, incidentes do tipo têm sido frequentes no país. Segundo o coordenador do Observatório Venezuelano do Conflito Social, Marco Ponce, somente no primeiro trimestre deste ano já foram contabilizados 107 saques.

O mercado em Maracay estava protegido pela polícia desde terça-feira, quando as autoridades suspeitaram que os locais estavam estocando mercadorias para depois revendê-las. Consumidores pularam o portão e conseguiram entrar por uma brecha. Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas, incluindo três policiais. Vídeos publicados nas redes sociais exibiam centenas de pessoas disputando pacotes de farinha de milho, massa e óleo, alimentos vendidos a preços regulados pelo governo socialista.

O país enfrenta escassez de dois terços de mercadorias essenciais, como alimentos e medicamentos. O desabastecimento obriga consumidores a enfrentarem longas filas para comprar produtos subsidiados. No fim de semana passado, uma multidão bloqueou a pista que liga a capital venezuelana com a cidade de Guarenas para protestar contra a falta de alimentos.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA