EI executou mais de 4 mil em menos de dois anos

LONDRES — O Estado Islâmico (EI) executou mais de 4 mil pessoas em menos de dois anos por “crimes” incluindo sodomia e apostasia na Síria.

Grupos de monitoramento elaboraram fizeram uma lista elencando as atrocidades declaradas pelo grupo extremista desde junho de 2014.

No levantando constam decapitações regulares, tiroteios, apedrejamentos e outros métodos de assassinato, incluindo jogar pessoas do alto de edifícios e atear fogo sobre elas.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), baseado no Reino Unido, apontou que no 22º de califado, 4.144 pessoas haviam sido executadas.

ver mais notícias