Donald Trump acusa republicanos de conspirarem contra sua candidatura

WASHINGTON — O republicano Donald Trump acusou o partido de conspirar contra a sua candidatura. Enquanto se prepara para as prévias de Nova York na próxima semana, o pré-candidato da corrida presidencial americana disse que os líderes do partido não querem que ele conquiste a nomeação republicana. A declaração veio pouco após seu rival Ted Cruz ter saído em vantagem nas prévias do Colorado.

Em uma entrevista, o empresário bilionário foi perguntado se ele acreditava que o seu partido queria que ele vencesse:

— Não, eu acredito que não. Eu realmente não acredito — disse Trump. — Eles não gostam quando eu uso meu próprio dinheiro, porque isso significa que eles não têm nenhum controle sobre mim porque eu estou trabalhando para o povo.

O chefe do Comitê Nacional Republicano, Reince Priebus, negou as acusações do magnata. Embora seja o favorito da disputa republicana, Trump corre o risco de não obter o número de delegados necessário para garantir sua nomeação pelo partido.

A escolha dos delegados no Colorado (que funciona por um sistema de convenção após uma série de votações internas) alocou pelo menos 21 delegados ao senador conservador Ted Cruz, diminuindo a distância para Donald Trump. Ao total, são 34 delegados no estado, mas boa parte deles pode eventualmente mudar de voto até a convenção nacional do partido.

No estado de Nova York, que realiza primárias na próxima semana, Trump tem — segundo recentes pesquisas — o apoio de mais de 50% dos republicanos locais. A disputa no estado define 95 delegados (7,7% do total necessário para garantir a nomeação pelo partido para as eleições de novembro).

De origem nova-iorquina, Trump vê uma forte vitória nas primárias do estado como uma chance de recomeço após sua campanha ficar na defensiva por uma série de problemas.

ver mais notícias