Dois suspeitos do ataque em Istambul são identificados como russos

ISTAMBUL — Dois cidadãos russos foram identificados como os homens-bomba do Estado Islâmico que atacaram o aeroporto internacional de Istambul. O atentado teria sido organizado por um checheno. Quarenta e quatro pessoas morreram nos ataques da última terça-feira e quase 300 ficaram feridas no Aeroporto ataturk, o terceiro mais movimentado da Europa.

As autoridades identificaram os russos Rakim Bulgarov e Vadim Osmanov como dois dos três terroristas, informou a agência de notícias estatal Anadolu. Funcionários do governo, no entanto, evitaram fazer comentários. Mais cedo, uma fonte do governo dissera que os terroristas eram um russo, um uzbeque e um quirguis.

Já o jornal pró-governo “Yeni Safak” informou nesta sexta-feira que a ação foi planejada pelo checheno Akhmed Chatayev. Ele consta na lista de sanções da ONU como encarregado do treinamento de militantes russos no Estado Islâmico. Chatayev foi preso há cinco anos na Bulgária a pedido da Rússia, mas foi liberado por contar com status de refugiado na Áustria. Um ano depois, foi ferido e capturado na Geórgia, mas mais uma vez foi libertado.

A polícia turca já deteve 11 suspeitos de participarem de ligação ao ataque.

ver mais notícias