Cruzeiro dos EUA viaja para Havana pela primeira vez em meio século

HAVANA — Pela primeira vez em mais de meio século, um cruzeiro com a bandeira americana viaja em direção a Cuba nesta segunda-feira. Este é mais um importante passo do degelo entre Havana e Washington, que recentemente reestabelecaram as viagens comerciais marítimas entre os seus territórios. Com 704 passageiros, a embarcação deixou a cidade americana de Miami e passará por vários portos cubanos, começando pela capital da ilha caribenha.

Em clima de música tropical e café cubano, os passageiros fizeram fila em um terminal do porto de Miami para embarcar no navio Adonia no último domingo. Desde 1959, a proibição mantinha em suspenso a retomada de cruzeiros entre os EUA e a ilha caribenha. Recentemente, novas medidas permitiram a entrada e saída de cubanos como passageiros e tripulantes de navios e cruzeiros.

Líder mundial em cruzeiros, a empresa Carnival fará essas viagens duas vezes por mês para promover o intercâmbio cultural entre EUA e Cuba. Esta foi a primeira empresa a conseguir as licenças dos dois países para operar os cruzeiros.

Em nota oficial, o governo cubano disse que os cubanos que queiram trabalhar como tripulantes de cruzeiros ou navios mercantes deverão ser empregados através das instituições do Estado.

A medida vem como parte do processo de retomada das relações diplomáticas entre Havana e Washington iniciado em dezembro de 2014. Recentemente, o presidente Barack Obama visitou a capital cubana em um passo histórico para o degelo entre os dois países.

ver mais notícias