Com apoio de aviões russos, Exército sírio avança sobre Palmira

BEIRUTE — Apoiado por bobmardeios da Rússia, o Exército sírio avançou contra o Estado Islâmico na cidade de Palmira, Patrimônio da Humanidade pela Unesco. O local foi invadido pelos terroristas em maio de 2015, tendo várias de suas ruínas históricas destruídas ou usadas como cenário de execuções. Segundo fontes próximas, o regime pode retomar em breve a cidade.

De acordo com a agência estatal síria SANA e autoridades militares russas, uma série de ataques aéreos da Rússia (que está abandonando suas tropas terrestres) precedeu o avanço de soldados sírios pela manhã. Moradores da região disseram ouvir muitos tiros e explosões.

— Aeronaves russas estão conduzindo de 20 a 25 despachos de apoio para soldados na ofensiva de Palmira — disse o tenente-general Sergei Rudskoi, citando provisões aos soldados em solo.

Os EUA confirmaram que a Rússia tem conduzido apoio militar na cidade histórica, dentro da província de Homs. O EI tem várias minas e dispositivos para retardar a ofensiva terrestre, assim como fez em outras cidades sírias e iraquianas que acabou perdendo.

— Se o regime sírio continuar a ofensiva, poderão tomar Palmira em dia — disse o ativista Osama al-Khatib.

Palmira tem algumas das ruínas romanas mais famosas do mundo. Muitas delas foram destruídas após o grupo terrorista tomar a cidade do regime sírio, que fugiu após esvaziar museus locais.

A Rússia retirou soldados do país como parte dos esforços para cessar hostilidades contra grupos rebeldes, mantendo o foco apenas contra o Estado Islâmico e a Frente al-Nusra.

ver mais notícias