Chuvas intensas elevam risco de enchentes na França

PARIS — As tempestades que causaram grandes estragos no Norte e na região central da França nos últimos dias se deslocaram para o Sul do país, deixando o departamento de Loiret em alerta vermelho de vigilância devido à altura excepcional do Loing, um afluente do rio Sena. Outros dois departamentos — Sena-e-Marne e Loir-et-Cher — também elevaram seus alertas de segurança para o nível laranja.

Grandes estradas que ligam a capital francesa ao resto do país também foram interditadas pelas tempestades, que derrubaram árvores e inundaram as vias de acesso. Em cidades como Montargis, no departamento de Loiret, adegas, lojas e garagens subterrâneas foram inundadas pela chuva.

— A situação está sob controle, não houve vítimas, nem feridos — afirmou o prefeito da cidade, Nacer Meddah. — Amanhã o cenário será muito melhor.

Apesar da ausência de vítimas, diversas cidades registraram danos causados pelas chuvas. Em Sena-e-Marne e Val-de-Marne, centneas de casa forma inundadas. Em Seine-Saint-Denis, o telhado de um ginásio desabou deixando seis feridos. Já em Yvelines, escolas tiveram que ser fechadas por conta das inundações. Os serviços de trem na região central do país também foram afetados e boa parte das composições não circulou nesta terça-feira

— Cerca de 200 casas foram inundadas — afirmou Cyril Boulleaux, prefeito de Villeneuve-sur-Yonne. — Uma escola e uma faculdade estão debaixo d’água.

O Sena, rio que corta a capital francesa, chegou ao nível laranja de alerta e pode transbordar caso as tempestades não diminuam. Para a madrugada de quarta-feira é esperado que o rio chegue a 4,50 metros, o que causaria inundações, embora ainda bastante abaixo dos 8,62 metros registrados na histórica enchente de 1910.

ver mais notícias