CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Mundo / ‘Cheguei para enterrar os últimos vestígios da Guerra Fria’, diz Obama em Havana

‘Cheguei para enterrar os últimos vestígios da Guerra Fria’, diz Obama em Havana

Da redação | 22/03/2016 12:00

HAVANA – No Grande Teatro de Havana, o presidente dos EUA, Barack Obama, levou ‘un saludo de paz’ para os cubanos, num discurso em que misturou palavras em inglês e espanhol, mas com uma mensagem clara: enterrar os últimos resquícios da Guerra Fria.

Apesar da proximidade geográfica entre os dois países, Obama disse que foi preciso viajar uma longa distância para que a primeira visita de um presidente americano em mais de 80 anos se concretizasse. O presidente americano ressaltou que embora haja pontos em comum, há muitas diferenças:

— Não podemos ignorar as diferenças. Cuba é o sistema de um partido; EUA são uma democracia multipartidária. Cuba é socialistas; os EUA são uma sociedade de mercado aberto.

O presidente americano ainda afirmou que o embargo prejudica o povo cubano, em vez de ajudá-lo. Ele afirmou que Cuba não pode ser definida porque é anti-EUA, assim como os Estados Unidos não podem ser definidos por políticas contra Cuba.

El futuro de Cuba tiene que estar en las manos del pueblo cubano — disse, em mais uma frase em espanhol, acrescentando mais tarde: — Todos somos americanos!

Obama ofereceu ainda condolências aos belgas pelos atentados que mataram dezenas de pessoas em Bruxelas.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA