CM7

     
 
 
Manaus, 17 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Mundo / Campanha pela permanência na UE volta a perder terreno e Cameron apela a britânicos

Campanha pela permanência na UE volta a perder terreno e Cameron apela a britânicos

Da redação | 21/06/2016 11:10

LONDRES — O primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, pediu aos britânicos, em especial aos eleitores mais velhos, para que pensem no impacto que deixar a União Europeia terá sobre o país e as futuras gerações. Os britânicos estão extremamente divididos, tornando impossível prever o resultado: uma pesquisa divulgada nesta terça-feira mostra que a campanha a favor da permanência voltou a perder terreno, mantendo uma ligeira vantagem sobre a saída: 45% a 44%.

— Será só você na urna de votação. Só você, tomando uma decisão que afetará o seu futuro, o futuro de seus filhos, o futuro dos seus netos — disse o premier, em um raro discurso em frente ao seu gabinete oficial em Downing Street.

Cameron destacou as “esperanças e sonhos dos jovens” e advertiu para o risco enorme que significará um Brexit, como a campanha pela saída é chamada.

— Pensem nas esperanças e sonhos de seus filhos e seus netos. Eles não poderão reverter a decisão que tomarem — afirmou.

A campanha do referendo sobre a permanência britânica na UE terá nesta terça-feira o último debate, que deverá ser acompanhado por milhares de pessoas no pavilhão da Wembley Arena de Londres, além de ser transmitido pela TV.

Na semana passada, o Leave liderava as pesquisas de opinião, mas a morte da parlamentar trabalhista Jo Cox, que defendia a permanência do país no bloco, parece ter influenciado os britânicos, fazendo os números do Remain voltarem a subir.

A pesquisa da Survation, realizada pela casa de apostas IG, no entanto, revelou nesta terça-feira que a vantagem se reduziu, com 45% para a permanência e 44% para a saída. Na sondagem da mesma empresa para o jornal “Mail on Sunday”, divulgada no sábado à noite, os números eram respectivamente 45% e 42%.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA