Autoridades descartam terrorismo após tiroteio em base militar do Texas

AUSTIN — Autoridades americanas descartaram a hipótese de um ataque terrorista no tiroteio ocorrido na Base da Força Aérea de Lackland, no Texas, nesta sexta-feira. Duas pessoas foram mortas no episódio e, segundo o escritório do xerife local, suspeita-se de um assassinato-suicídio. De acordo com a imprensa local, um aviador teria disparado contra o seu superior.

— Nesta manhã, recebemos uma daquelas ligações que você nunca quer receber — disse o general Robert LaBrutta em uma entrevista coletiva. — Nossos corações e preces vão às famílias afetadas por esta tragédia.

Mais cedo, o escritório informou no Twitter que havia policiais dentro do prédio e que o atirador ainda podia estar “ativo”.

“Estamos cansados ​​desses tiroteios e da dor resultante”, reagiu o Partido Democrata Texas.

É nesta base onde se realiza o programa de formação básica da Força Aérea dos Estados Unidos.

Em 2009, Fort Hood, que é cerca de 250 km da base de Lackland, foi o local do tiroteio mais mortal em uma base militar dos EUA, quando 13 pessoas foram mortas e 31 ficaram feridas.

ver mais notícias