Atirador de Orlando aparentemente agiu sozinho, diz Obama

WASHINGTON — O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta segunda-feira que aparentemente Omar Mateen, que matou 49 pessoas em uma boate gay de Orlando, agiu sozinho. Segundo Obama, não há indícios até o momento de que Mateen tenha recebido ordens ou faça parte de um complô maior.

Ao lado do vice-presidente Joe Biden, Obama contou que as investigações sugerem que o atirador se inspirou em informação extremista divulgada por meio da internet, e que ainda não foram encontradas ligações diretas com o Estado Islâmico, embora o grupo extremista tenha dito que o terrorista fazia parte de seus combatentes. Para Obama, trata-se de um caso de terrorismo surgido no próprio país.

ver mais notícias