Ataque foi um ato de terror e ódio, diz Obama

Em um pronunciamento na Casa Branca, o presidente Barack Obama afirmou que o ataque à boate Pulse, em Orlando, foi um “ato de terror e ódio”. Segundo Obama, o FBI ainda está investigando quais foram as motivações do autor do atentado, Omar Mateen, e se ele teria ligação com organizações terroristas.

— Este é um dia especialmente doloroso para todos os nossos amigos e colegas americanos que são gays, lésbicas, transgêneros e bissexuais — afirmou.

Segundo ele, o ataque mirou mais do que uma boate, e sim um local em que “as pessoas vão dançar e viver” e “um lugar de solidariedade e de capacitação”, onde as pessoas falam com sua consciência e “defendem seus direitos civis”.

Obama revelou que este é o mais letal ataque a tiros da História dos EUA. Também elogiou a ação da polícia de Orlando, que conseguiu evitar mais mortes, e ofereceu apoio ao prefeito da cidade, Buddy Dyer.

O massacre, disse, é um “lembrete de que os ataques a qualquer americano, independentemente de raça, etnia, religião ou orientação sexual, são um ataque contra todos nós”.

ver mais notícias