CM7

 
Manaus, 24 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Mundo / Argentina reforça segurança para chegada de Obama após ataques em Bruxelas

Argentina reforça segurança para chegada de Obama após ataques em Bruxelas

Da redação | 22/03/2016 11:40

BUENOS AIRES — O atentado na Bélgica, ocorrido horas antes da chegada do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, à Argentina, levou o governo do presidente Mauricio Macri a reforçar as medidas de segurança no país. Segundo confirmou o ministro de Meios Públicos, Hernán Lombardi, o ministério de Segurança elevou “o nível de alerta” no país pelos ataques em Bruxelas.

O desembarque de Obama no aeroporto internacional de Ezeiza está previsto para a madrugada da próxima quarta-feira. O presidente americano ficará dois dias em Buenos Aires e depois fará uma rápida visita à cidade de Bariloche, na Patagônia.

A segurança de Obama e sua delegação foi discutida nesta terça na reunião de gabinete convocada por Macri na Casa Rosada.

— Falamos sobre as medidas adicionais que serão adotadas em consequência da difícil situação em Bruxelas. Foi ativado o nível máximo de alerta em todas as forças de segurança — comentou Lombardi.

Obama e sua família ficarão hospedados na embaixada dos EUA, localizada no bairro de Palermo. Na próxima quarta, o chefe de Estado americano terá um encontro com Macri na Casa Rosada e, posteriormente, conversará com jovens empreendedores num centro cultural do bairro de San Telmo. À noite, ambos presidentes participarão de um jantar no Centro Cultural Nestor Kirchner, no centro da cidade. Na próxima quinta, Obama visita o Parque da Memória e fará uma homenagem às vítimas da última ditadura militar (1976-1983).

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA