Alemanha poderá negar visto a refugiados que não aprenderem idioma local

BERLIM — Enquanto tenta regulamentar a integração de refugiados à vida europeia, o governo alemão planeja impor condições mais duras aos solicitantes de asilo que desejam permanecer a longo prazo no país. Dentre as novas medidas, o Ministério do Interior defende que aqueles que quiserem obter uma permissão para morar no território alemão deverão aprender o idioma local — se não quiserem perder seus vistos de residência.

O projeto — que conta com apoio do vice-chanceler Sigmar Gabriel — deverá ser apresentado nos próximos meses. Esta é a mais recente das iniciativas do governo alemão para endurecer as leis de recepção de refugiados, enquanto o país é um dos mais atingidos pela crise migratória na Europa.

— Não é certo que aqueles que se negam a aprender alemão, impedem a integração de seus familiares (como mulheres e filhos) ou rechaçam ofertas de trabalho obtenham vistos depois de passar três anos na Alemanha, como acontece agora — dise o ministro do Interior, Thomas de Maizière, em entrevista à imprensa local.

Sob pressão, Angela Merkel vem intensificando as restrições das regras para refugiados que cometerem crimes na Alemanha. Após ter aberto as portas aos que fogem da guerra e das más condições de vida em seus países, a chanceler federal alemã prometeu reduzir a chegada de imigrantes ao país ao longo do ano.

ver mais notícias